Saiba como pedir um crédito agrícola

Confira informações sobre o crédito agrícola e como o refinanciamento pode ser a melhor opção com os menores juros do mercado

O crédito agrícola nada mais é do que um tipo de financiamento capaz de atender as necessidades dos latifundiários quando desejam fazer algum investimento em sua produção. Só em 2017, esse importante setor da economia cresceu 14,7%, impulsionando, em partes, o leve crescimento do PIB brasileiro naquele ano.

Existem diferentes maneiras de obter crédito rural por meio de empréstimos junto aos bancos ou até mesmo pelo refinanciamento imobiliário — considerada a melhor opção atualmente. Conheça mais informações sobre o assunto e entenda a atual situação do mercado agrícola brasileiro.

Valor de empréstimo agrícola cresce 48% em julho

Todos os anos, o mês de julho representa o início do calendário agrícola e, a partir daí, começa a ser calculado toda a movimentação financeira realizada nesse setor. Dentre elas, o custeio para a colheita das safras e industrialização por meio da compra de novas máquinas, são as principais.

Conforme aponta uma pesquisa do Ministério da Agricultura, a quantidade total de crédito disponibilizada pelos bancos ao setor agrário foi de R$ 11,65 bilhões. O valor representa um aumento de 48% em relação ao primeiro mês da safra 2017/2018 (julho de 2017), quando fechou em R$ 7,9 bilhões.

Como mencionado acima, o empréstimo rural para custeios de safra são um dos mais importantes do setor. Prova disso é que o crédito bancário direcionado a essa especificidade cresceu 60% em julho em relação ao mesmo mês de 2017, passando de R$ 5,23 bilhões para R$ 8,37 bilhões.

O financiamento rural direcionado à área de investimentos também apresentou uma leve elevação em julho. De acordo com o levantamento, foram R$ 1,46 bilhão em 2018, ante R$ R$ 1,42 bilhão no ano passado — uma elevação de 3%.

Por outro lado, os empréstimos referentes a grandes lotes de terra, com modernização de máquinas e expansão da agroindústria, cresceu mais de 500% de um ano para o outro. Se, em julho de 2017, o montante foi de R$ 4 milhões, neste ano ele atingiu a incrível marca de R$ 57 milhões.

Redução da aquisição das LCAs pode ser prejudicial ao seu bolso

Se o valor total do empréstimo rural cresceu quase 50% em julho, os recursos do LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) disponíveis teve uma forte redução em 2018 em relação a 2017. Hoje, o limite é de R$ 805 milhões, ante R$ 1,5 bilhão do ano passado.

O motivo disso ter ocorrido foi a diminuição da taxa favorecida em 64% em julho deste ano, perante o mesmo mês de 2017. Segundo o levantamento do Ministério da Agricultura, o valor atual é de R$ 483 milhões, ante R$ 1,346 bilhão do mesmo período do ano anterior.

A queda foi tanta, que nem o aumento de 81% da taxa livre foi suficiente para manter o mesmo limite de crédito do ano passado. Nesse caso, o valor correspondente passou de R$ 178 milhões para R$ 322 milhões.

Em decorrência desses índices, os juros a serem cobrados de quem pretende fazer uso desse tipo de crédito bancário tende a aumentar consideravelmente. Por esse motivo, o LCA deixa de ser atrativo e o refinanciamento entra como uma excelente opção para quem deseja obter uma boa quantia mediante juros menores.

O refinanciamento como melhor saída para obter crédito agrícola

O refinanciamento imobiliário é a melhor opção para um agricultor obter um elevado crédito e ter mais tempo para quitar as parcelas com juros menores. Dando seu imóvel como garantia, é possível obter até 60% do valor do imóvel em mãos de maneira mais rápida e segurança.

Ao contrário de muitas modalidades de empréstimo, cujo prazo para quitar a dívida é de, no máximo, cinco anos, o refinanciamento permite que seu pagamento seja feito em até 20 anos. Em consequência disso, os valores de cada prestação serão menores, facilitando o pagamento.

Exemplificando a situação, considere que o imóvel a ser dado como garantia seja avaliado em R$ 700 mil e o empréstimo concedido foi de R$ 420 mil (60% do total). Logo, caso o tempo de pagamento seja de 180 meses (15 anos), cada parcela será de R$ 6.530.

Contando com a equipe da Melhortaxa, você receberá toda a assistência necessária ao contratar um crédito agrícola por meio do refinanciamento. Ao se cadastrar em nosso site, iremos traçar seu perfil gratuitamente e verificar quais instituições financeiras possuem melhores condições para você!

Veja Também