Valor Venal

Saiba mais sobre o que é valor venal e sua importância para calcular valores de impostos e trâmites judiciais envolvendo diferentes construções

O valor venal do imóvel é muito usado para calcular valores de impostos, especialmente o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) e o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Ao contrário do valor de mercado, usado principalmente na compra e venda de propriedades, esse índice leva em conta o terreno de um bem.

Geralmente seu cálculo é feito pela prefeitura municipal em que a propriedade está situada, levando em consideração diversos fatores, incluindo o preço do metro quadrado daquele bairro. Saiba mais sobre o que é valor venal e como ele é importante no financiamento imobiliário.

A importância do valor venal

A importância do valor venal se dá porque ele é usado em quaisquer trâmites judiciais envolvendo o imóvel, como processos de inventário. Ainda, em algumas situações, serve como referência para impostos cobrados anualmente, como o IPTU, em que é levado em consideração apenas a metragem do terreno e não a área total construída.

Mesmo o valor de mercado sendo importante, o IPTU será calculado sobre o terreno, ignorando a metragem construída. Por exemplo: caso uma casa tenha 120 m² de terreno e 210 m² de área construída, esse imposto será calculado sobre o primeiro valor. Portanto, nessa situação, você pagará esse tributo mais barato.

Diferença entre valor venal e o de mercado

A diferença entre valor venal e valor de mercado é simples! Como citado acima, enquanto um leva em consideração a metragem do terreno, o outro equivale ao total construído. Ao vender ou comprar uma propriedade, sempre é levado em consideração o preço de mercado, que inclui fatores como localização e infraestrutura dos arredores.

Quanto maior for a metragem construída, mais alto será o valor de mercado da propriedade. Por exemplo: se um sobrado foi erguido em um terreno de 150 m² com valor venal de R$ 300 mil, mas sua área total corresponde a 225 m², sua comercialização será feita por R$ 450 mil, em média.

Como é feito o cálculo do valor venal

Por meio do valor venal de um imóvel, os órgãos municipais conseguem constatar quais regiões irão pagar impostos mais altos em detrimento de outras. Geralmente, quanto mais próximo da região central, maior será o IPTU a ser pago para a prefeitura.

De modo geral, a fórmula do valor venal leva em consideração itens como a idade da construção, sua localização e seu fim (residencial ou comercial). Além disso, o preço do metro quadrado em determinado bairro é um dos fatores primordiais para compor esse cálculo.

Levando em consideração todas essas informações, chega-se a seguinte fórmula: V = A x VR x I x P x TR, sendo:

  • V = valor venal;
  • A = metragem da construção;
  • VR = valor unitário padrão residencial;
  • I = idade da propriedade, considerando a data de expedição do Habite-se;
  • P = posição da propriedade na rosa dos ventos,
  • TR = características do imóvel (nesse caso, cita-se também reformas que o bem sofreu ao longo dos anos).

Mas fique atento: mesmo a fórmula sendo padrão, o cálculo do valor venal de referência varia de acordo com cada município. Por esse motivo, imóveis de mesma metragem podem ter diferenças significativas no valor venal caso estejam situados em municípios urbanos e rurais, respectivamente.

Veja Também