Vantagens do refinanciamento

“Afinal, o que é refinanciamento?”. Refinanciamento imobiliário é a modalidade de crédito mais vantajosa do mercado para aqueles que buscam levantar capital para investir em um negócio ou até mesmo quitar dívidas. Tendo seu imóvel como garantia, as instituições financeiras fornecem empréstimos com taxas diferenciadas.

Quanto posso conseguir com o refinanciamento?

O valor do empréstimo depende do valor do imóvel e da renda do solicitante. Vale ressaltar que imóveis localizados fora da zona urbana impossibilitam o refinanciamento. Caso o imóvel apresente qualquer tipo de irregularidade, os bancos realizam a vistoria do bem para verificar a viabilidade da operação.

As taxas de juros do refinanciamento são favoráveis?

Entre todas as linhas de empréstimo, o refinanciamento é a que possui as menores taxas de juros.

O processo de refinanciamento é burocrático?

O processo se dá nas seguintes etapas: início do processo, escolha do banco, análise de crédito, análise jurídica e análise do imóvel, emissão e assinatura do contrato, registro em cartório e, por fim, liberação do capital.  

Já possuo uma série de dívidas, ainda assim posso aderir ao refinanciamento?

Sim, em linhas gerais, o refinanciamento é a aquisição de uma dívida para pagar outras ou o viabilizador de investimentos, dando um bem imóvel como garantia. Através dessa modalidade de crédito é possível se livrar das altas taxas de juros visando a quitação de débitos antigos e o benefício de ainda ter algum dinheiro ao fim de cada mês. A única restrição é que, com o recurso, você não comprometa mais de 30% da sua renda.

Quais são os custos do refinanciamento?

No refinanciamento, a maioria das instituições financeiras incluem as taxas da operação já no valor total financiado, tais como IOF (Imposto de Operações Financeiras), avaliação do imóvel e análise jurídica. No momento da simulação, esses valores já estão inseridos no valor da parcela. Porém, existem bancos que cobram essas taxas à parte.

Ao fim do processo, após a assinatura do contrato, é necessário alienar o imóvel no Cartório de Imóveis em que o bem estiver registrado para a liberação do recurso. O custo dessa operação deve ser pago pelo cliente e seu cálculo é feito em cima do valor levantado.

Vantagens do refinanciamento

1 – Taxa de juros baixa: no crédito com imóvel em garantia, você encontra índices a partir de 12,68% a.a., enquanto as taxas de empréstimo pessoal começam em 51,46% a.a.

* dados do Banco Central – agosto de 2014

2 – Prazo de pagamento longo: até 240 meses (empréstimos pessoais solicitam a quitação da dívida em até 60 meses)

3 – Volume maior de crédito: é possível obter até 50% do valor avaliado do imóvel

4 – Liberação rápida do dinheiro: o levantamento de capital pode ser feito em até 45 dias úteis

5 – Uso livre do capital levantado: não há qualquer tipo de restrição para o uso do dinheiro



Quer receber propostas de refinanciamento imobiliário?
Veja Também