Aumento do preço dos imóveis desacelera de novo

O Índice FipeZap  acaba de divulgar que a variação acumulada no preço do metro quadrado em doze meses é a menor desde 2011. Em metade das 16 cidades pesquisadas, o aumento perde para a inflação em 2014.

O crescimento anual do preço médio do metro quadrado anunciado no Brasil desacelerou pelo oitavo mês consecutivo m julho. O Índice FipeZap Ampliado, que acompanha o preço dos imóveis em 16 cidades brasileiras, registrou aumento de 10,4% em comparação com o mesmo mês de 2013. Essa desaceleração foi mais acentuada agora em 2014, já que nesse ano o aumento médio foi de 4,11%.

Considerando a variação esperada para o IPCA de julho (de 0,14%, segundo o boletim Focus do Banco Central), a variação do preço médio anunciado em oito das 16 cidades monitoradas será igual ou menor do que a inflação prevista de 3,9% nos primeiros sete meses do ano. Ou seja, em metade das cidades analisadas, há queda real de preços em 2014.

No geral, o preço médio de todas as 16 cidades consideradas apresentou elevação real de aproximadamente 0,2% neste mesmo período. No mês de julho, o maior aumento foi registrado em Vitória (+1,39%), enquanto a maior queda ocorreu em Brasília (-0,44%). O Distrito Federal, inclusive, registra variação nominal negativa (-1,05%) nos preços anunciados neste ano.

Os valores médios do metro quadrado em junho ficaram entre R$ 10.699 (Rio de Janeiro) e R$ 3.949 (Vila Velha). São Paulo tem o segundo valor mais alto entre as cidades monitoradas: R$ 8.186. A média das 16 cidades subiu 0,60% no mês passado, atingindo o valor de R$ 7.574.


Fonte: FipeZap 

Veja Também